Arquivo do Autor: mariajosesilveira

Quinta de crônicas: “Não sou escravo de nenhum senhor”

Publicado por Tiago Botelho em Domingo, 11 de fevereiro de 2018     Sou do tipo da carnavalesca que não sai de casa, não vê desfile na televisão, nem consegue cantar nenhum samba-enredo, com as raras exceções dos que viraram clássicos, … Continue lendo

Publicado em Crônicas | Com a tag , , | Deixar um comentário

A voz da minha personagem Alelí

A voz da personagem do romance que estou escrevendo agora é exatamente assim. Minha personagem é peruana, uma entre os 300 sobreviventes da queda do pico do Huascarán, nos Andes, que em 1970 soterrou toda a cidade de Yungay e … Continue lendo

Publicado em Cotidiano | Com a tag , | Deixar um comentário

Sexta de crônicas: Amém

  Mãe Chica e Maria preparam-se para dormir quando escutam batidas fortes na porta, e a voz de Nice gritando os nomes delas. – O que aconteceu? – perguntam, abrindo a porta e fazendo-a entrar. – Ele matou a Leide … Continue lendo

Publicado em Crônicas | Com a tag , | Deixar um comentário

Sexta de crônicas: As certezas que podemos ter

Novo ano, novo novo novo. Fixemo-nos nesta palavra novo, e pensemos na adorável mentira que, por si só, ela nos traz ao nos fazer pensar que estamos abrindo uma nova página intacta e branquíssima em nossa vida neste novo janeiro. … Continue lendo

Publicado em Crônicas | Com a tag , , , | 1 comentário

Sexta de crônicas: Uma voz distante daqui

Não é toda noite, mas com frequência acordo na madrugada com uma voz no ar que chega até meu quarto. Não é um canto com letras. É som. Nem alegre, nem triste, nem ode, nem lamento: apenas som. Parece vir … Continue lendo

Publicado em Crônicas | Com a tag , , | Deixar um comentário

Sobre o Rio de Janeiro, Rubem Fonseca e “Felizes Poucos”

Maria Lucia Felix Bufáiçal é uma excelente escritora que publica suas crônicas, como eu, no jornal “O Popular”, de Goiânia. Hoje ela comenta generosamente o meu livro de contos, “Felizes Poucos” que, com sua permissão, republico aqui. “Os Rios, os … Continue lendo

Publicado em Crônicas | Com a tag , , , | 1 comentário

Sexta de crônicas: Na Estrada

    A noite pega os dois longe do destino. Cansados, decidem pernoitar no primeiro local que encontram, um posto-dormitório de caminhoneiros. No pátio, sem contar o Fiat deles, só caminhões estacionados, muitos, e no salão do restaurante, só homens, … Continue lendo

Publicado em Crônicas | Deixar um comentário

Um título enganador :  “Diários da patinete: sem um pé em Nova Iorque”,  de Lidia V. Santos

  Pelo título, quase cometi o erro de não ler esse livro. Precipitadamente, achei que seria mais um guia de Nova Iorque escrito por alguma jovenzinha deslumbrada. Qual nada! Em vez da jovem deslumbrada, a autora é uma renomada professora … Continue lendo

Publicado em Da página Um tempo para ler escritoras brasileiras | Com a tag | Deixar um comentário

Uma voz distante daqui

Não é toda noite, mas com frequência acordo na madrugada com uma voz no ar que chega até meu quarto. Não é um canto com letras. É som. Nem alegre, nem triste, nem ode, nem lamento: apenas som. Não sei … Continue lendo

Publicado em Cotidiano | Com a tag , , | Deixar um comentário

Sexta de crônicas: Domingo pede cachimbo

           Caminhar pelo parque depois da chuva, respirando o ar que acabou de se banhar, sentindo cheiro de terra molhada e pisando nas folhas caídas no chão é o mais perto da natureza que posso chegar saindo de casa a pé, … Continue lendo

Publicado em Crônicas | Deixar um comentário