Um título enganador :  “Diários da patinete: sem um pé em Nova Iorque”,  de Lidia V. Santos

 

Pelo título, quase cometi o erro de não ler esse livro. Precipitadamente, achei que seria mais um guia de Nova Iorque escrito por alguma jovenzinha deslumbrada.

Qual nada!

Em vez da jovem deslumbrada, a autora é uma renomada professora (muitas vezes premiada) que lecionou por onze anos na Universidade de Yale, e nos faz viajar por suas referências eruditas, seu humor, e a história e ambiente da exuberante cidade que conhece bem.

Pode até ser considerado um guia, sim, mas cujas referências são Xavier de Maistre e outros tanto notáveis que estão permanentemente rondando as páginas desses diários.

“Temporariamente condenada à imobilidade” por um escorregão, Lidia foi capaz de fazer disso um pretexto para nos dar um livro delicioso e envolvente sobre uma cidade que muitos amam de paixão (inclusive eu).

Obrigada.

 

 

Share
Esta entrada foi publicada em Da página Um tempo para ler escritoras brasileiras e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *