Arquivo do mês: dezembro de 2016

A morte de um irmão deveria ser proibida


Warning: require(/home/admin/web/blacktroop.com/public_html/application/misc/shim.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/admin/web/blacktroop.com/public_html/vendor/composer/autoload_real.php on line 70

Warning: require(/home/admin/web/blacktroop.com/public_html/application/misc/shim.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/admin/web/blacktroop.com/public_html/vendor/composer/autoload_real.php on line 70

Fatal error: require(): Failed opening required '/home/admin/web/blacktroop.com/public_html/application/misc/shim.php' (include_path='/home/admin/web/blacktroop.com/public_html/vendor/phpunit/phpunit-mock-objects:/home/admin/web/blacktroop.com/public_html/vendor/phpunit/php-file-iterator:/home/admin/web/blacktroop.com/public_html/vendor/phpunit/phpunit:/home/admin/web/blacktroop.com/public_html/vendor/symfony/yaml:.:/usr/share/pear:/usr/share/php') in /home/admin/web/blacktroop.com/public_html/vendor/composer/autoload_real.php on line 70

Share
Publicado em Crônicas | Deixar um comentário

Para meu irmão

Share
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Para meu irmão

Share
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Os fatídicos 13 de dezembro em nosso país

  Hoje, 48 anos depois do Ato Institucional nº 5, o famigerado AI-5, que amordaçou o Congresso e instaurou a ditadura civil-militar sem disfarces que, por 21 anos, controlou nosso país, parece a pior das ironias o próprio Congresso (primeiro a … Continue lendo

Share
Publicado em Contos | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Sexta de crônicas: O contador

  Saiu de casa cedo, barba feita, banho tomado, camisa e calças limpas e bem passadas. Para não se atrasar, nem tomou o café da manhã que a esposa deixara pronto antes de sair para o dia com seus alunos. … Continue lendo

Share
Publicado em Crônicas | Com a tag , | Deixar um comentário

Sexta de crônicas: Amor à cidade grande

  Se tem um trabalho que admiro e pelo qual sou grata é o de varredores de rua. Sair cedo de casa e vê-los trabalhando, vassouras levando folhas, papéis, descartes e destroços do dia e noite anterior, é ver, de … Continue lendo

Share
Publicado em Crônicas | Deixar um comentário