Lições de física

Carlo Rovelli, um físico teórico italiano, escreveu “Sete breves lições de física”, um precioso livro de divulgação sobre as grandes descobertas teóricas da física: a teoria geral da relatividade, a teoria quântica, a arquitetura do Cosmos, as partículas elementares, a gravidade quântica em loop, a teoria do calor e sua relação com o tempo.

É um livro daqueles que nos dá – a nós, leigos – um efêmero vislumbre de algo que dificilmente poderemos entender de fato. Mas, seja como for, entendendo bem ou não, é um livro perfeito para quem gosta de entrever nem que seja de longe como é fascinante o pensamento e as descobertas humanas.

O último capítulo, sobre nós mesmos, embora seja o campo em que a física menos evoluiu – ou talvez por isso mesmo – é onde podemos penetrar sem grandes dificuldades. E é lá que ele diz:

“Acredito que a nossa espécie não durará muito. Ela não parece ser feita do material que permitiu à tartaruga, por exemplo, continuar existindo mais ou menos inalterada por centenas de milhões de anos, isto é, centenas de vezes a mais do que quando mal começamos a existir. Nós pertencemos a uma espécie de vida curta. Todos os nossos primos já estão extintos. O que é pior, nós causamos danos. As mudanças brutais do clima e do meio ambiente que provocamos dificilmente nos pouparão. Para a terra, eles podem se tornar um pequeno e irrelevante soluço, mas não creio que escaparemos ilesos – especialmente desde que a opinião pública e política parece ignorar os perigos que estamos correndo, escondendo nossas cabeças na areia.”

 

 

 

Esta entrada foi publicada em Trechos de livros e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *