O moralista

 

Parece que vem a calhar para a situação do Brasil nestes tempos de crise, essa citação do John Williams, grande escritor americano que só descobri recentemente. A última frase foi sublinhada por mim:

“ (…) o moralista é a mais inútil e desprezível das criaturas. Ele é inútil porque gasta suas energias fazendo julgamentos em vez de gastá-las ganhando conhecimento, porque o julgamento é fácil e o conhecimento é difícil. Ele é desprezível porque seus julgamentos refletem uma visão de si mesmo que em sua ignorância e arrogância ele quer impor ao mundo. Eu lhe imploro, não se torne um moralista; você destruirá sua arte e sua mente. E até para a mais profunda amizade seria uma carga pesada demais para suportar.”

John Williams, in “Augustus”

Esta entrada foi publicada em Trechos de livros e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *