Arquivo do mês: janeiro de 2015

Sexta de crônicas: Pobres mães!

Ah! pobres mães machistas que educam filhos e filhas machistas. Elas não sabem o que fazem! Não sabem mesmo. Foram criadas assim – elas e seus irmãos – e assim continuam criando os filhos e as filhas, tratando-os de formas … Continue lendo

Share
Publicado em Crônicas | 1 comentário

Como se mata um escorpião

  “Um escorpião preto, dos grandes, peludo e venenoso, surgiu debaixo de umas tábuas úmidas da construção, e Esmeralda deu um pulo, engolindo um grito com a mão na boca. Dina e os outros ali perto, quietos, não tinham percebido … Continue lendo

Share
Publicado em Trechos de livros | Deixar um comentário

O pequeno folhetim dos objetos solitários (1)

Esse pneu já rodou os cinco cantos do país. Norte. Sul. Leste. Oeste. Centro-Oeste Depois foi jogado aí. Como coisa imprestável. Gasta. Sem serventia. Agradeceram? O provável é que não. O bicho homem é mesmo de usar as coisas assim: … Continue lendo

Share
Publicado em Crônicas | Deixar um comentário

Os rios bons e os rios ruins

“Mas tem rios e rios, ele dizia. Tem os rios bons e os rios ruins. Tem os que se deixam navegar, são calmos, serenos, pode-se confiar neles, não guardam armadilhas. Outros, não. São rios bravios que escondem ventanias, preparam redemoinhos … Continue lendo

Share
Publicado em Trechos de livros | Deixar um comentário

Oi de casa? Oi de fora?

O que corta essa casa ao meio e a reflete? A beira de um rio ou um truque fotográfico? Ou tão só a imponderável solidão de quem está ali na porta, vestido de azul?   (Foto de Zé Gabriel)

Share
Publicado em Cotidiano, Sem categoria | Deixar um comentário

Sexta de crônicas: Tatuagem na alma

– Viu que o Matogrosso foi levado ontem? – Os homens tão passando todo dia. Também levaram o Gero. – O Gero, rapaz! Aquele vai matar é muito na cadeia. – Se vai! Com aquela raiva que ele tem! – … Continue lendo

Share
Publicado em Crônicas | Deixar um comentário

Um livro diferente

Estou terminando de ler NIKETCHE, de Paulina Chiziane. Linguagem intensamente poética, imagens fantásticas, humor e safadeza na medida certa, um livro encantador embora o tema seja terrível: as mulheres oprimidas pelas diferentes tradições das etnias que formam Moçambique, e sua … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

Quando até as sombras dançam

Foto de Zé Gabriel   Nada como dar um basta na vidinha rotineira, sensaborona, e ir dançar uma milonga.  

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

“A Mãe da Mãe” vai pros States

 

Share
Publicado em Sem categoria | 4 comentários

Cortando o olho em cinco

“1968 — Edu A NOITE DO PRINCÍPIO Porra. A navalha cortando aquele olho em dois, como se fosse um ovo cozido meio mole, cara. Aquilo não me sai da cabeça. Tonho não parava de falar, enquanto esperávamos as meninas, sentados … Continue lendo

Share
Publicado em Trechos de livros | 1 comentário