Arquivo do mês: outubro de 2014

Sexta de crônicas

A loira do parque   Obesa, baixinha, gestos lentos e calmos, encosta o queixo entre as mãos cruzadas no alto do cabo da vassoura, e devaneia. Ajeita o elástico que prende o cabelo comprido, liso e dourado em um rabo. … Continue lendo

Share
Publicado em Crônicas | 1 comentário

A EXASPERANTE INVISIBILIDADE DAS MULHERES ESCRITORAS

  Em geral, reluto bastante em entrar nessa seara. Não gosto, não entro, evito esse tipo de discussão, até porque, em geral, os que entram são chamados de ressentidos ou feministas. Mas é que desta vez me irritei. Com o … Continue lendo

Share
Publicado em Sem categoria | 5 comentários

Aniversário de uma cidade querida

  Hoje Goiânia faz 81 anos. O jornal “O Popular” fez um caderno especial muito bacana para comemorar essa data, me convidaram para escrever, e o que escrevi foi esta crônica:   A Goiânia da minha parede Quando conheci Goiânia, … Continue lendo

Share
Publicado em Crônicas | Deixar um comentário

Minha vida de iconoclasta

Ontem, no meu grupo de literatura, discutimos o primeiro volume de Proust, “No Caminho de Swann”. Nunca fui nem de longe uma leitora de Proust, nem dos ensaios e artigos a respeito do “Em busca do tempo perdido”. Pouco me … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

Sexta de crônicas

 Nós, viciados?! Sim, suponho que somos todos, ainda que apenas um pouco. É fácil o ser humano se viciar em um monte de coisas. E ainda que muitos gostem de usar o termo “viciar” para tudo que lhes dá algum … Continue lendo

Share
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

O pêlo castanho avermelhado do gato

Do meu romance, “Eleanor, filha de Karl”, atualmente esgotado. “Eleanor afaga o pêlo castanho avermelhado do seu gato Vin, que dorme em seu colo. Tão discreto que chega a se confundir com a blusa de organdi bege escuro, de gola … Continue lendo

Share
Publicado em Trechos de livros | Deixar um comentário

Ela queria ser um saxofone

Quando crescesse. Foi isso que a menina baiana, moreninha, mignon, e provavelmente moleca – mesmo já estudando piano com 5 anos de idade – disse pra mãe. E se não virou um sax, isso em nada lhe fez falta porque … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

A ordem era bombardear a Praça Civica

O coronel Paulo Rubens Pereira Diniz, 81 anos, ex-engenheiro, em seu depoimento para a Comissão da Verdade, no dia 30 de setembro deste ano, afirma que, em novembro de 1964, militares receberam ordem para atirar morteiros contra a população que … Continue lendo

Share
Publicado em Crônicas | 2 comentários

De dar nó no gogó dos acima dos sessenta

Lendo o novo livro de histórias da Margaret Atwood. Tem toda a excelência de sempre da Margaret, mas as histórias são “pesadamente” tristes, de fato um tanto deprimentes, pelo menos até onde cheguei até agora: personagens de meia tarde, se … Continue lendo

Share
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Um outro post

Hoje vou enviar vocês, queridos companheiros deste blog, para o endereço do zagaia, o blog do Felipe que publicou um post delicioso e verdadeiro sobre essa nossa Pauliceia, a grande boca de mil dentes. Dêem uma passada aqui .   … Continue lendo

Share
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário