Arquivo do mês: janeiro de 2011

Continuando com as lições do Antonio Muñoz

“12. Aprendi que os únicos estimulantes que preciso para escrever estão dentro de mim mesmo, na orgia eletroquímica dos neurotransmissores que combinam subitamente imagens de recordações ou de fantasia em um sonho lúcido. Comparado a essa efervescência, o efeito de … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

Não me incomode, tô lendo

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=BuRuwR2JSXI&w=640&h=390] (Laurão: este post é especial pra você!)

Share
Publicado em Uncategorized | Deixar um comentário

Continuando com as lições do Antonio Muñoz Molina

“6. Aprendi que a pessoa deve desconfiar de suas capacidades, reais ou supostas, e tirar o máximo proveito de suas limitações.” Pena que ele não diz como fazer isso. “7. Aprendi que escrever é se empenhar e é se deixar … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

Atendendo a pedidos

Vou continuar postando aqui a tradução dos “20 anos, 20 lições”, de Antonio Muñoz Molina, publicado no Babelía, caderno cultural do “El País”, número 1.000, do sábado passado, dia 22. Colocarei meus pequenos comentários em itálico abaixo de cada lição. … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

A importância do exercício físico para um escritor

Antonio Muñoz Molina, escritor espanhol, publicou sábado passado no “Babelia”, o suplemento literário do “El País”, uma pequena lista com 20 lições sobre leitura e escrita. Gostei muito e, possivelmente, aos poucos irei postá-las aqui, mas resolvi começar pela mais … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

Aniversário da cidade

Não sei como linkar aqui (sorry!) mas o melhor presente literário que São Paulo recebeu hoje foram as “Microcrônicas Paulistanas” do Marcelino Freire, publicadas no Caderno Especial que o Estadão fez para comemorar o aniversário da cidade. Um beijo, Marcelino! … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

Segunda-feira de calor em São Paulo

Meu mau-humor anda tão espetacular que se você quiser um pouco, eu dou.

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

Sexta de contos

Abaixo um pequeno conto para o final de semana. Desejos É opcional. Sei. O senhor pode escolher um dos dois. Entendo. Qual é que o senhor deseja? Exatamente, mocinha… Gildete é seu nome, não? Esse é o problema, Gildete. O … Continue lendo

Share
Publicado em Contos | Deixar um comentário

Arguedas, o maior romancista peruano

José Maria Arguedas é O grande escritor peruano, embora ainda muito pouco conhecido no Brasil. Creio que apenas um de seus romances foi publicado aqui vários anos atrás, o belíssimo “Os Rios Profundos”. E talvez tambem “Yawar Fiesta”. Pela Paz … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

De Adorno

“Do mundo como está, todo medo é pouco.” Theodor Adorno Não sei de onde tirei essa citação – tenho o péssimo hábito de me esquecer de anotar a fonte de onde tiro algumas coisas que, por algum motivo, me tocam … Continue lendo

Share
Publicado em Cotidiano, Uncategorized | Deixar um comentário